Cresce na Europa o secularismo e o ateísmo

Igrejas cristãs europeias estão decrescendo

O número de pessoas "sem religião" no continente europeu está em torno de 25% e continua a crescer, já se encaminhando, pouco a pouco, para chegar a 1/3 da população.

Dentre os que declaram-se cristãos, é frequente uma atitude de indiferença (quase um ateísmo, na prática) e, quando ainda chega a isso, uma espiritualidade superficial e distante do centro da vida do indivíduo.
Cristãos que vão mesmo a igreja, e que buscam praticar os ensinamentos bíblicos, são cerca de 10% da população europeia.

Um exemplo do crescimento do distanciamento da fé na Europa é a cidade de Berlim, na Alemanha, onde 60% dos moradores são ateus.

Olha só o que diz a jornalista da TV alemã Deutsche Welle sobre a diminuição do número de igrejas na região:

Igrejas sendo fechadas; outras, demolidas

"Os cristãos são o segundo maior grupo, com 26%. Atualmente, cerca de 576 mil berlinenses são luteranos e mais de 331 mil, católicos. Somente depois vêm os muçulmanos, com aproximadamente 10% – um número um pouco maior do que a média nacional, que é de 6,2%.

"Os judeus são o menor grupo religioso, com cerca de 9,5 mil pessoas em Berlim, aproximadamente 0,25% da população.

"As religiões cristãs são as que mais têm perdido fiéis ao longo das últimas décadas. Estima-se que há 50 anos o número de cristãos era o dobro dos atuais 970 mil. Diante dessa redução da comunidade, a estrutura existente acabou se tornando grande demais. Assim, igrejas têm sido fechadas, e algumas foram até demolidas."

E ainda tem gente que acha que missionário que quer fazer a obra de Deus na Europa está querendo passear...

Nada mais injusto.

O continente, que já enviou missionários, está se transformando hoje num vasto, importante e difícil campo missionário, com seu povo oferecendo extrema rejeição e oposição ao Evangelho.

Pin It